Júlia.jpg

JÚLIA TIZUMBA

Direção Musical e Direção de Cenas:

“Os Negros / A Cerimônia” (TU) (2017)

 

“Realizei a direção musical do espetáculo de formatura do ano de 2017, no Teatro Universitário da UFMG. Na ocasião, ao verificar que a turma de formandos era composta por 50% de estudantes negros (algo ainda contraditoriamente raro em universidades públicas brasileiras, já que nosso país é composto por 54% da população negra), o professor Rogério Lopes, que fez a direção do trabalho, propôs desmembrar a montagem em dois espetáculos: Os Negros e A Cerimônia. O primeiro, realizado pelos alunos negros da turma, foi uma adaptação de Os negros - uma clowneria, do dramaturgo francês Jean Genet. O segundo, com a presença dos alunos brancos, foi adaptação de Cerimônia para um negro assassinado, do espanhol Fernando Arrabal.

A experiência de separação dos estudantes por grupos raciais não foi algo simples, visto que vivemos em uma sociedade que sustenta falsas ideias de democracia racial e inexistência de racismo e, deste modo, muitas vezes não compreende a importância e necessidade de ações afirmativas como estas. Fato é que, para mim, foi muito gratificante participar do processo, auxiliar na investigação das sonoridades/musicalidades que permeariam as obras e ser uma MULHER NEGRA na equipe de criação dos espetáculos. Em 'Os Negros', exploramos a musicalidade advinda de algumas manifestações culturais populares de matriz africana; e, em 'A Cerimônia', exploramos "o absurdo das sonoridades" em função das cenas, em que pude estimular e testemunhar a autoria e a voz de um grupo de estudantes mulheres, inscrevendo seus discursos femininos no trabalho. Começaria tudo outra vez"

 

Júlia Dias Lino Moreira é formada no Teatro Universitário da UFMG, em Jornalismo pela PUC Minas, mestra e doutoranda em Artes Cênicas, cantora e percussionista, Júlia começou seus estudos artísticos aos 10 anos de idade. É atriz da Companhia Burlantins e uma das idealizadoras da Mostra Benjamin de Oliveira. Também integra o Coletivo Negras Autoras, atuando como compositora, cantora e instrumentista. É regente e ministra aulas de percussão na Associação Cultural Tambor Mineiro e integrou o elenco dos musicais: “Elza”, “O Frenético Dancin Days”, “Oratório”, "NEGR.A", “ERAS”, “Clara Negra”, “Madame Satã”, “Zumbi” e “O Negro, a Flor e o Rosário.

Foto: Acervo Pessoal

Última atualização: 07/07/2021