Palmira.png

PALMIRA BARBOSA (in memorian)

Direção Compartilhada:

“Encontros Mineiros” (TU) (1986)

 

Palmira Barbosa de Andrade (1925-2009) foi uma reconhecida atriz de teatro, cinema e televisão em Belo Horizonte. Muito atuante na capital mineira, trabalhou na rádio teatro nas rádios Mineira, Guarani e Inconfidência, e na TV Itacolomi, dirigindo e produzindo, em 1965, a telenovela “Estrada do Pecado”, escrita por Janete Clair. Na cena mineira, foi dirigida por nomes como Ronaldo Brandão, em “Beijo no Asfalto”, Jota Dangelo, em “A Casa de Bernarda Alba”, Roberto Cordovani, em “O Milagre de Anne-Sullivan”, entre outros.

 

Trabalhou no Ideal Clube Teatro Escola de Santa Tereza, fundado por Manoel Teixeira. No ano de 1948, fundou, juntamente a João Cocco, Armando Panetti e Otávio Cardoso, a Escola Mineira de Artes Dramáticas, a 3ª escola teatral do Brasil. Dedicou a sua carreira, também, à direção de vários espetáculos em parceria com a Usiminas, cujo elenco era composto por operários.

 

Integrou o elenco de filmes como “O Menino e o Vento” (1967), “Enigma para Demônios” (1975), “A Mulher do Desejo” (1975), “A Intrusa” (1979), etc. Palmira Barbosa faleceu aos 84 anos, em março de 2009, no Rio de Janeiro. 

 

Texto: Analu Diniz

Foto: Reprodução / Internet

Última atualização: 09/07/2021

Ultima atualização: 07/07/2021