Julia Camargos.jpg

JULIA CAMARGOS

Direção Geral:

“Menos de Nós” (Cefar(t)) (2017)

 

"Atuo como professora no Cicalt – Valores de Minas desde 2017. Na minha época de entrada na escola estávamos passando por algumas mudanças administrativas, de forma tal em que no ano de 2017 atuei nos cursos livres e a partir de outubro de 2018 no curso técnico em teatro (instaurado no mesmo ano). No intervalo entre 2019 e o momento presente, trabalhei com a direção/codireção dos seguintes trabalhos (alguns desenvolvidos durante a realização de disciplinas e outros como trabalho de conclusão do curso):

- Algumas histórias indígenas para guardar - 2019 (direção)

- Casa adentro - 2020 / (codireção)

- Exercícios para dias estranhos - 2020 (codireção)

- Indominus Mulheres - 2021 (direção)

- Ailopin Ohaquiê e o Julgamento do Ocidente - 2021 (codireção)

- Jogo do amor - 2021 (codireção)

Todas as produções foram realizadas no âmbito da formação do curso técnico, mas assumindo um movimento de desdobramento e compartilhamento com o público externo à escola, os trabalhos “Exercícios para dias estranhos” e “Indominus Mulheres” foram participantes do FETO em seus respectivos anos de realização. O espetáculo “Ailopin Ohaquiê e o Julgamento do Ocidente” que foi um dos trabalhos que marcou o nosso retorno ao presencial em 2021, foi aprovado pelo edital de ocupação dos teatros públicos de BH."

 

Júlia Camargos de Paula é atriz, pesquisadora, diretora e professora de teatro. Sua pesquisa é voltada para o ensino do teatro em uma perspectiva emancipadora, envolvendo estudos sobre gênero e decolonialidade. É formada no curso técnico do Teatro Universitário da UFMG (2012), graduada em licenciatura em teatro pela UFMG (2015), mestra em Educação pela FaE/UFMG (2020) e atualmente doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Artes da EBA/UFMG. Atua em processos de formação de artistas da cena, e atualmente é professora do curso técnico do Cicalt (Centro Interescolar de Cultura, Artes, Linguagens e Tecnologias). Integra também o coletivo Mulheres Encenadoras, em que são realizadas ações de pesquisa, reflexão e prática acerca da direção realizada por mulheres.

Foto: 

Última atualização: 28/04/2022