kenia dias.jpg

KÊNIA DIAS

Direção Compartilhada:

“Havia” (Cefar(t)) (2011)

"Fui professora do Cefar(t) no período de 2008 a 2012. Ministrava aulas nas disciplinas voltadas à interpretação e práticas corporais para cena. Em 2011, à convite da turma de formandos, assumi a direção da peça de formatura, juntamente, com Ricardo Garcia. Dirigimos a peça Havia baseada no livro de contos da portuguesa Johana Bertholo. O processo de montagem se norteou nas relações entre texto, corpo e som. A trilha sonora dirigida, também, por Ricardo Garcia, foi composta por estudantes do curso de Música e gravada no estúdio do Cefar(t). Desenvolvemos um vocabulário próprio e específico de movimento e de som que, por sua vez, teciam as relações cênicas entre corpo, espaço, trilha sonora, objetos e texto. O percurso artístico-pedagógico foi realizado a partir do material de criação dos estudantes em consonância com as inquietações da equipe de criação formada pelos diretores da peça e professores do Cefar(t)."

 

Kenia e Silva Dias (Lattes: http://lattes.cnpq.br/7795839282644042) é diretora, performer e professora de artes cênicas. Doutora em Comunicação e Semiótica/PUC-SP, mestre em Arte e Bacharel em Interpretação Teatral/UnB. O foco de sua pesquisa está em investigar dramaturgias corporais para cena e analisar registros de processos de criação.

Fundou e coordenou em parceria com Ricardo Garcia o estúdio fitacrepeSP-ateliê de som e movimento, um espaço independente de pesquisa e criação nas artes do som e da cena no período de 2014 a 2020. Ministrou aulas nos cursos de Atuação na SP Escola de Teatro (2014 a 2020) e foi coordenadora do curso nos anos de 2019 a 2021. Foi professora na Escola Livre de Teatro de Santo André/SP (2016 a 2018). Dirigiu peças com formandos da Escola de Arte Dramática da USP nos anos de 2014, 2016 e 2018. Morou 5 anos em Belo Horizonte ministrando aulas de teatro no curso livre do Galpão Cine Horto, onde também, foi coordenadora dos Núcleos de Pesquisa (2009 a 2012). Ainda em BH foi professora do curso profissionalizante de dança e de teatro do Cefar(t)-Palácio das Artes (2008 a 2012) e participou da equipe de direção da Companhia de Dança do Palácio das Artes dirigida por Sônia Mota. Foi professora de teoria e prática  teatral na Universidade de Brasília (2005 a 2007). Trabalha com diversos artistas e companhias de teatro e de dança, tais como: Grace Passô, Georgette Fadel, Dudude Herrmann, Márcio Abreu, Janaína Leite, Grupo Galpão/MG, Companhia Brasileira/PR.

Seus últimos trabalhos são: Sem Palavras com a Companhia Brasileira de Teatro dirigida por Márcio Abreu (2021-em processo); Rotas Inventadas, em parceria na direção com Ricardo Garcia realizado com estudantes da ESMAE/Porto/PT/2019; Eu de Você, com Denise Fraga, direção de movimento (2019); Outros, direção de movimento/peça realizada pelo Grupo Galpão/MG e dirigida por Marcio Abreu (2018); Heresia, ou o Ponto de Vista da carne Queimada, direção de movimento/intervenção dirigida por Cris Lozano (2018/SP); Cordial é a Caravela que te Pariu em parceria na direção com Ricardo Garcia realizada com formandos da EAD/USP (2018); Acúmulos, peça realizada com o Núcleo Experimental de Artes Cênicas do Sesi em parceria na direção com Ricardo Garcia e na dramaturgia com Márcio Abreu (2018/SP); Estudos sobre as Distâncias, realizado em parceria com Marisa Lambert e Silvia Geraldi (2017/Fomento de Dança/SP); Sublime Travessia, colaboração para Dudude Herrmman (2017/BH); Fílon-o Teatro do Mundo em parceria com Ricardo Garcia, Allyson Amaral e Ana Paula Lopez (2016/SP); Vaga Carne em parceria com Grace Passô, Ricardo Garcia, Nadja Naira, Nina Bittencourt e Ricardo Alves Junior;  (2016/BH/SP), A Inconstância da Vontade, direção realizada com formandos da EAD/USP (2016); Nós, grupo Galpão, ateliê de criação/2015; O Filho, Teatro da Vertigem, direção de movimento/2015; Aisthesis (Rumos Itaú Cultural 2014/2015 e FAC/2017) em parceria com Francis Wilker, Giselle Rodrigues, Jonathan Andrade e Glauber Coradesqui; Carne Moída, realizada em parceria na direção com Grace Passô com formandos da EAD/USP (2014); Parquear, em parceria com Margô Assis e Thembi Rosa (Rumos Dança Itaú Cultural/2013/BH); Havia (Palácio das Artes/BH/2011) em parceria com Ricardo Garcia; Padedéu (Funarte/BH/2010) em parceria com Ricardo Garcia.

Foto: Acervo Pessoal

Última atualização: 07/07/2021